Observatório de Emprego e Competências de Londres

Contexto

O Centro para a Inclusão Económica e Social (em inglês: Centre for Economic and Social Inclusion –CESI) é uma empresa sem fins lucrativos pioneira no Reino Unido, dedicada a lidar com a desigualdade e promovendo a inclusão social no mercado de trabalho. O Centro está envolvido numa série de iniciativas, desde o facultamento de treinamento e eventos até à colecta e análise das estatísticas do mercado de trabalho no Reino Unido.

Um dos projectos tem sido o envolvimento com o Observatório de Emprego e Competências de Londres. O Observatório objectiva fornecer um serviço único, dedicado a usuários que estejam buscando informação em competências e emprego em Londres. Também tem como meta identificar informação e investigar lacunas, sugerindo como estas podem ser solucionadas.

Tendo ganho o concurso para estabelecer o Observatório, o CESI começou a olhar para maneiras de cumprir um dos seus principais objectivos – apresentar um grande volume de dados num formato que pudesse ser facilmente compreendido por um grande espectro de usuários. Ao mesmo tempo, o contrato não estipulava se isto deveria ser feito através de mapas ou outras ferramentas.

O começo

O estatístico sénior de mercado de trabalho, Lovedeep Vaid, explica que a equipa no CESI sentiu que a melhor maneira de apresentar os dados seria através de mapas. Analisaram algumas opções, incluindo InstantAtlas e, depois de revistas, decidiram que InstantAtlas era a mais apropriada para as suas necessidades. “O facto de que não precisaríamos de um especialista em Sistemas de Informação Geográfica nos agradou,” diz Lovedeep.

Os dados que o CESI queria incluir, abrangiam informação relativa aos subsídios de desemprego, por idade do requerente e duração do benefício, bem como da população anual e emprego. No final, tinham cerca de 70 indicadores e, em alguns casos, os dados retrocediam a 2008/9.

Lovedeep diz que uma vez acostumados a programar a planilha de Excel que estava ligada à visualização de dados, concluiu que podia ser utilizada em qualquer departamento do Observatório.

De encontro às necessidades

O comissionamento do Observatório foi inicialmente concedido à Agência de Desenvolvimento de Londres (em inglês: London Development Agency – LDA) cujo trabalho é agora levado a cabo pela Autoridade da Grande Londres. Quando o Observatório se tornou operacional, a equipe do CESI mostrou o trabalho a ADL. Lovedeep nos diz que eles adoraram a interactividade e se mostraram muito satisfeitos pelo facto de que o seu objectivo de tornar publica uma grande quantidade de informação a um grande espectro de usuários fora cumprido.

Mais recentemente, o Observatório tem sido particularmente prestativo para planeadores estratégicos envolvidos nos Jogos Olímpicos de Londres. O CESI  tem utilizado InstantAtlas para agregar dados para os distritos Olímpicos.  Isto dá aos planeadores detalhes dos distritos Olímpicos e tem ajudado a modelar o impacto que os jogos terão.

Lovedeep diz que os principais usuários do Observatório, a um nível distrital, são de facto aqueles que possuem um conhecimento técnico de como os dados funcionam, tais como investigadores. Contudo, os responsáveis de departamentos e directores também o estão utilizando, e é por isso que é tão importante que os dados sejam fáceis de questionar e interpretar.

Desenvolvimentos Futuros

Reduções orçamentais na Autoridade da Grande Londres criaram um grau considerável de incerteza. O CESI está à espera de saber se o contrato vai ser renovado. Entretanto, está-se preparando para reduzir o número de indicadores para tornar o Observatório ainda mais fácil de utilizar.

Benefícios Chave

  • O CESI considera que tem sido fácil actualizar os numerosos dados envolvidos utilizando um sistema que importa os mesmos do NOMIS
  • As actualizações instantâneas têm permitido libertar recursos para trabalhar em outras áreas do Observatórios
  • Usuários sem competências técnicas são capazes de questionar os dados e exportar o resultado de suas pesquisas em apresentações e relatórios.
  • O Observatório combina um número de dados complexos referentes a 33 distritos londrinos e lhes permite serem apresentados num espaço fronteiriço pré definido (por exemplo, distritos Olímpicos)
Anúncios